Natalie Dormer Brasil
Primeira e maior fonte sobre a atriz britânica Natalie Dormer no Brasil.

A outrora estrela de Game of Thrones interpreta Jamie Moriarty, a nemesis do detetive, na versão moderna americana do drama de Sherlock Holmes, mas não tem sido vista no programa desde a segunda temporada, quando ela retornou a sua cela na prisão de segurança máxima. Em uma carta a Joan Watson de Lucy Liu na terceira temporada, Moriarty se refere a um “jogo em desenvolvimento entre Sherlock (Jonny Lee Miller) e ela mesma”, mas com a quinta temporada encerrada, não se teve nenhum sinal disso.

O showrunner Rob Doherty sugeriu ano passado que tentativas estavam sendo feitas de trazer Dormer de volta a série, mas disse que mesmo com a sua personagem em Game of Thrones sendo morta não significava que era algo concreto. “Game of Thrones nunca foi o único obstáculo entre nós e Natalie”, Doherty contou a Entertainment Weekly na época. “Ela é extremamente ocupada, tende a ter diversos projetos em andamento ao mesmo tempo…”

Mas agora a própria Dormer deu a dica mais forte até o momento de que ela irá retornar a Elementary – e com a nossa interpretação disso, podemos imaginar que seja em breve, na próxima temporada.

 “Eu diria que as chances de meu retorno a Elementary são bastante altas”, respondeu Dormer maliciosamente quando perguntada sobre a questão durante a London Film and Comic Com.

Ela dividiu sua admiração pelo roteiro e inovação em Elementary, e em particular pelo arco de sua própria personagem, a qual originalmente foi escalada para ser a formidável, e interesse romântico de Sherlock Homes, Irene Alder – conhecida respeitosamente pelo Sherlock Holmes original do Sir Arthur Conan Doyle simplesmente como “A Mulher” –, mas posteriormente foi revelado que ela era a mestre do crime Moriarty.

“Ele [Doherty] me ofereceu a personagem diretamente, mas não me contou que era a Moriarty”, disse Dormer. “Isso foi uma jogada genial. Ele me disse antes de começarmos a gravar, mas ele me entregou Irene Adler e eu estava meio “interpretar A Mulher seria fantástico nesse programa”, e eu venho sendo fã de Jonny Lee Miler e Lucy Liu por um bom tempo, então eu disse sim e então a cereja no topo do bolo foi “ah, você irá ser a primeira Moriarty feminina de todas”, então foi muito, muito legal”.

E apesar das mudanças superficiais para a adequação, Dormer acha que Elementary lembra o verdadeiro espírito do trabalho de Doyle, fazendo assim a obra mais acessível a nova geração.

“O que Rob Doherty fez com Irene e Moriarty eu vejo como algo muito esperto e apenas reimaginação do espírito e textura da escrita porque, se você conhece os livros, Moriarty e Sherlock são um tanto dependentes um do outro, eles são duas pessoas que existem para derrotar uma a outra. Então a ideia de acrescentar um ex-affair romântico, para fazê-los obcecados um pelo outro, é na verdade uma mudança de escrita muito sábia, então eu acho que foi inteligente. E isso traz Sherlock Holmes a toda uma nova geração”.

Fonte: Radiotimes

Matéria traduzida e adaptada pela equipe do Natalie Dormer Brasil. Não reproduza sem créditos.

Deixe um comentário