Natalie Dormer Brasil
Primeira e maior fonte sobre a atriz britânica Natalie Dormer no Brasil.

O drama protagonizado por Natalie Dormer, Picnic at Hanging Rock, é esperado como um dos maiores impactos na televisão em tempos recentes com sua première mundial na Foxtel em 2018. A narrativa obscura e intrigante teve seu elenco e produção gastando meses filmando em algumas das condições mais severas que o nosso país viu – desde o calor abrasador até o frio amargo.

Mas apesar dos desafios, aqueles que trabalharam nessa gigantesca produção revelaram que a produção forçou aos limites para obter uma vista ampla em outro nível.

Com um prazo certo, a reimaginação em seis partes da reverenciada obra de 1967 de Joan Lindsay irá diretamente para a Amazon nos Estados Unidos em sequência a sua estreia na Austrália em breve este ano. Ele será exibido como parte de uma lista completa de programação garantida para manter as audiências tão entretidas quanto serão conquistadas.

Para a estrela de Game of Thrones, Dormer, que interpreta a diretora da escola Mrs Hester Appleyard, as filmagens marcam a sua primeira vez visitando nossas terras.

Cativada pelo panorama exuberante, ela admite que as vistas impressionantes fizeram com que ficasse fácil retratar a personagem a quem está igualmente admirada.

“É incrível quando a vida informa a arte. Hester Appleyard vem diretamente da sombria Londres vitoriana e é afetada pela majestade da selvageria do interior australiano”, a atriz explica.

“Esta foi a minha primeira viagem a Austrália, então estar parada na região da Macedônia e olhar ao redor de Hanging Rock me causou uma impressão e tanta – sem qualquer atuação necessária.”

Ela continua: “Você se torna tão dominado pela beleza e a escala da paisagem australiana, que é um personagem em si. Tem um poder e informa muito das jornadas dos personagens “.

O desaparecimento de três garotas colegiais e uma professora durante uma excursão ao Hanging Rock no Dia de São Valentim de 1900 foi explorado no livro, antes de ser adaptado para as telas do cinema em 1975. Entretanto, na nova série, as histórias de pano de fundo dos personagens são mais aprofundadas. Como os telespectadores logo perceberão, aparentemente há sérios esqueletos escondidos em seus armários.

“No livro, Joan Lindsay nos dá dicas de que há uma vida passada e que Hester não é completamente honesta quando seus antecedentes,” Dormer antecipa.

“A coisa deliciosa que foi feito com nossa versão de Picnic at Hanging Rock é que nós realmente criamos seu contexto moralmente ambíguo em Londres. O público lentamente aprende mais e mais, e ela não é como ela se retrata a si mesma.”

A famosa atriz, que é conhecida por seus personagens diversos, foi inicialmente atraída devido ao roteiro. Porém em uma análise mais profunda, existem muitas mais razões para ela estar envolvida com esse projeto.

“Sobre tudo isso é: o que aconteceu com essas meninas?”, Ela diz, acrescentando: “É uma grande peça de conjunto com tantos personagens com muitos segredos entre eles. E pensei que era maravilhoso o modo como essa comunidade e escola haviam sido desenvolvidas.”

Para a atriz australiana Yeal Stone (Orange is the New Black), que aparece como Dora Lumley, tutora de Educação e Estudos Bíblicos, trabalhar juntamente com Dormer foi um sonho.

“Ela é uma atriz especial e eu admiro seu trabalho”, Stone elogia. “Eu acho que ela fará muito pelo personagem. Ela entrou como alguém de fora e irá realmente ser um fantástico marco em nossa memória cultural.”

Tendo crescido com o conto, Stone já estava familiarizada com o material a ser filmado – embora tenha gostado de uma atualização antes do início.

“Me foi dito para não rever o filme. E eu não fiz, no começo, mas então secretamente eu desisti!”, ela diz com uma risada.

“É um tanto diferente porque nós estamos lidando com uma minissérie de seis horas e obviamente o filme possui apenas duas, então nós temos a possibilidade de irmos em mais detalhes com os personagens e de onde eles vieram e para onde estão indo”

Ela acrescenta: “Nós trabalhamos com Larysa Kondracki, que foi a diretora de criação, e tive um tempo maravilhoso com ela. É a sua mente realmente original que permite que esta revisão do clássico seja feita. Estou ansiosa para ver como irá se sair, porque ela estava fazendo coisas incríveis.”

 

Fonte: FOXTEL

 

Matéria traduzida e adaptada pela equipe do Natalie Dormer Brasil. Não reproduza sem créditos.

Deixe um comentário