Natalie Dormer Brasil
Primeira e maior fonte sobre a atriz britânica Natalie Dormer no Brasil.

Finalmente tivemos novidades da nossa rainha Dormer. No começo do mês, tivemos a divulgação, via Instagram, de uma sessão de headshots realizada pelo fotógrafo britânico Michael Shelford. Até o momento, apenas duas fotos caíram na internet, mas seguimos aguardando por mais.

Nos primeiros dias de dezembro do ano passado, nossa Nat esteve em solo brasileiro pela primeira vez. Alguns fãs sortudos tiveram a oportunidades de falar com ela, vê-la de pertinho e tirar uma foto com a atriz. Nós do Natalie Dormer Brasil trazemos algumas dessas histórias, contadas pelos próprios fãs, sobre como foi viver essa experiência.

Durante as divulgações de Floresta Maldita, Natalie foi a MTV UK falar sobre o filme e gravou um vídeo com 13 curiosidades sobre ela. Nós do Natalie Dormer Brasil traduzimos esse momento e o trazemos para vocês. Confira!

Agradecemos a sincronização das legendas ao site Jared Leto Brasil.  💘

Teremos mais uma oportunidade de rever nossa Natalie na pele de Anne Boleyn! A partir de março de 2017, a emissora de televisão brasileira RedeTV! irá exibir a série The Tudors em sua programação noturna. Até o momento, foi confirmado apenas a primeira temporada. Os episódios irão ao ar semanalmente.

Criada por Michael Hirst e exibida de 2007 até 2010 pela Showtime, a série foi bastante premiada quando foi ao ar pela primeira vez. A trama narra a história do rei da Inglaterra Henry VIII, do momento em que começa a ser pressionado a ter um herdeiro varão até o momento de sua morte, em 1947. A trama é permeada pelos fatos históricos, como o rompimento da Inglaterra com a Igreja Católica e a criação do Anglicanismo, religião vigente até os dias atuais no Reino Unido. Vários atores famosos estão no elenco da série, como Jonathan Rhys-Meyers, interpretando o próprio Henry VIII, e Henry Cavill, no papel de Charles Brandon.

Infelizmente, nossa equipe não pôde estar presente na CCXP e ver a Natalie ao vivo. Porém conseguimos dar um jeitinho de acompanhar os passos da rainha durante o evento, através de links, posts e tweets. Graças a uma live do Facebook gravada pelo pessoal do CoxinhaNerd, conseguimos uma gravação completa da participação da Natalie Dormer no painel de Game of Thrones na Comic Con. E nós a transcrevemos para vocês, aqui no site. Confira!

Natalie Dormer esteve em solo brasileiro de 30 de novembro à 02 de dezembro – inclusive, enquanto escrevemos esse post, ela deve estar retornando para sua casa, em Londres – para participar da edição desse ano da Comic Con Experience. De sua chegada até o momento em que deixou o espaço destinado ao evento, em São Paulo, o que mais se ouviu dos fãs que a encontraram foi: atenciosa, simpática e humilde (e cheirosa).

Preparados Dormeniacs?

Nossa musa Natalie Dormer virá ao Brasil em Dezembro. Famosa por sua participação como a rainha Margaery Tyrell, em Game of Thrones, ela foi confirmada na feira Comic Con Experience (CCXP), que acontece em dezembro, em São Paulo.

No evento, que é voltado para amantes do cinema, videogames e cultura “nerd”, ela vai aparecer em um painel especial, além de sessões de fotos e autógrafos.

Natalie estará nos dias 1 e 2 de dezembro, sendo que participa de um painel especial na quinta-feira, além de comparecer a sessões de fotos e autógrafos nos dois dias.

Fique ligado nas nossas redes sociais para mais informações!

A Entertainment Weekly’s de 1-8 de abril traz em sua capa as rainhas da série Game of Thrones; dentre elas, está Margaery Tyrell, personagem da Natalie Dormer. A revista publicou algumas fotos com a atriz caracterizada como sua personagem (como pode ser visto aqui, aqui e aqui) além de uma matéria com as atrizes de Game of Thrones que terão destaque nesta sexta temporada da série.

Nós do Natalie Dormer Brasil traduzimos o trecho que se refere a Natalie. Confira:

Deve ser frustrante para Margaery Tyrell – ela deveria estar ganhando! Considerações: Margaery tem a esperteza, o nome de sua família, e habilidades, tanto social quanto, sim, sexual. Três vezes ela entrou na fila para ser rainha e casou-se com o atual Rei (o jovem Tommen, interpretado por Dean-Charles Chapman), porém trágicas circunstâncias além de seu controle ficam empurrando um reinado fácil para longe de seu domínio. Agora ela está em seu mais baixo ponto até então, sendo prisioneira da Fé Militante enquanto sua arquirrival Cersei está de volta a Fortaleza Vermelha. “Nós temos visto Margaery em várias situações ruins, mas ela nunca esteve fora de sua profundidade” diz Natalie Dormer. “Ela está sempre dando a impressão de estar um passo a frente. Agora nós a vemos genuinamente com medo de como lidar com a situação. Esse é um problema que a própria Dormer nunca pareceu ter, com a ultra-confiante atriz conciliando talvez a mais ocupada agenda de compromissos dentre o elenco da série. Ela esteve em sete filmes desde que nós conhecemos Margaery na segunda temporada, incluindo o recente thriller de terror Floresta Maldita, e teve um arco de multi-episódios na série da CBS, Elementary.”No verdadeiro estilo Natalie Dormer, eu tento encaixar um milhão de projetos em apenas um ano”, a atriz de 34 anos diz animadamente. Ainda assim, a nova temporada a manterá ocupada testando sagacidade com o líder da Fé Militante, o Alto Pardal (Jonathan Pryce), que é possivelmente o primeiro homem que Margaery já conheceu que é imune ao seu charme. Ela terá de descobrir como lidar com ele se quiser evitar o destino que Cersei teve temporada passada. “A caminhada da vergonha avulta-se amplamente no cérebro de Margaery”, diz Dormer. “Se alguém que é poderosa, esperta e experiente como Cersei pode ser derrubada desse jeito…” Ela não conclui o pensamento – ou isso é terrível demais de se refletir ou  ela já está pensando em seu outro plano.

Natalie Dormer aprecia trabalhar em coisas novas porque é bisbilhoteira e gosta de conhecer novas pessoas.

A atriz de 34 anos – que está noiva do ator Anthony Byrne – nunca teve problemas em trabalhar com novas pessoas e ela está sempre entusiasmada para conhece-las o melhor possível.

Ela disse: “Eu sou uma bisbilhoteira. E eu sou noiva de um irlandês e os irlandeses são muito curiosos e adoram conversar com as pessoas. Então, sim, eu gosto de fazer várias perguntas às pessoas, onde quer que eu vá. Eu gosto de conhecer as pessoas com quem eu trabalho”.

Natalie atualmente pode ser vista estrelando Floresta Maldita, juntamente com Taylor Kinney e ela curtiu passar um tempo com seu co-estrela e a noiva dele, Lady Gaga.

Ela disse: “Taylor é incrível. Eu o adoro. Ele tem uma tranquilidade e um charme que são tão naturais e isso combina perfeitamente com o personagem dele. Gaga veio nos visitar e nós todos saímos para jantar. Foi muito divertido”.

Apesar da beldade loira ter se lançado à chance de aparecer em um filme de terror, ela admite que prefere assistir a comédias.

Ela contou a LOOK Magazine: “Eu realmente não gosto de filmes de terror, eu prefiro comédias. Eu não tenho prazer em ficar assustada. Eu sou um pouco medrosa. Eu gosto de filmes de terror psicologicamente interessantes”.

Fonte: XPOSÉ.ie

Tradução: Natalie Dormer Brasil

Natalie Dormer, estrela de Game of Thrones e Jogos Vorazes, em seu novo filme de horror, Floresta Maldita.

Natalie Dormer interpreta Cressida em Jogos Vorazes e Margaery em Game of Thrones. Agora ela está estrelando Floresta Maldita, um filme de horror sobre uma mulher que se aventura a ir em um lugar suicida no Japão para encontrar sua irmã desaparecida.

NME.com: Vá em frente. Venda Floresta Maldita para nós.

Natalie Dormer: É um terror psicológico realmente bom. Do tipo que entra em sua mente.

NME: Você tem estado em dois fenômenos da cultura pop: Jogos Vorazes e Game of Thrones. Qual deles tem tido um maior impacto na sua carreira?

ND: Seis de um, meia dúzia de outro. Eu não poderia escolher entre os dois maiores fenômenos atuais. As pessoas perguntam sobre… Thrones, mais frequentemente. Por muito tempo, a principal pergunta foi “Joffrey é ruim na vida real também?”. A resposta era “Não, Jack Gleeson, que interpreta o Joffrey, é absolutamente deslumbrante”.

NME: O que aguarda Margaery na sexta temporada de Game of Thrones?

ND: Novos desafios e novos inimigos. Ela está tentando desesperadamente sair do cárcere e ela é ardilosa. Você não sabe se ela está sendo sincera ou não. Isso é o que eu amo em interpretar a Margaery: eu sempre não tenho certeza se ela está sendo sincera. Em uma cena eu parecerei que sim, em outra não, e vou deixar o editor juntá-las (as cenas).

NME: O diretor de Jogos Vorazes, Francis Lawrence, tem falado provisoriamente sobre algum tipo de prequel ou spin-off. Isso poderia funcionar?

ND: Poderia funcionar, definitivamente. A fome está lá – mesmo que não intencionalmente. Mas tudo isso começou com a Suzanne (Collins, autora dos livros). Todo o universo de Panem veio dela, então se ela não for escrevê-lo, não acontecerá.

NME: Jennifer Lawrence disse que está querendo se aventurar na direção. Você acha que ela se sairá bem?

ND: Eu não tenho a menor ideia! Mas ela é uma excelente contadora de histórias e ela é boa com emoções humanas e verdades. Eu tenho um enorme respeito por diretores. É algo difícil, um trabalho de multitarefas. Eu reverencio qualquer um que faça isso.

NME: Como foi Madonna na direção de W.E., em 2011?

ND: Você precisa de paixão e instinto e Madonna tem ambos. Mas eu não posso realmente falar sobre isso com você porque eu assinei um acordo de confidencialidade que foi mais grosso que o meu contrato. Mas uma coisa que eu posso dizer é que ela é trabalhadora. Ela realmente se doa em 100%.

NME: Nos 11 anos em que esteve trabalhando, você tem notado um aumento no número de personagens femininas fortes, bem elaboradas?

ND: Gradualmente, sim, e isso foi influenciado pelos escritores televisivos. O cinema está finalmente entendendo o que a televisão já sabe tem um tempo, que a complexidade e identificação feminina é algo a qual tanto a audiência masculina quanto a feminina respondem. Ter uma representação decente de metade da nossa população é algo atrasado e não está acontecendo tão rapidamente quanto todo mundo gostaria. O que estamos objetivando é a irrelevância de gênero. Não deveria ser algo sobre se o personagem é masculino ou feminino; deveria ser sobre se eles são críveis, se os diálogos soam reais. Maus roteiros são maus roteiros e isso começa na escrita.

Fonte: NME

Tradução: Natalie Dormer Brasil

Páginas12